Tiago Lins

Co-fundador & CEO - We Care.Fitness

O que as academias estão fazendo para enfrentar o coronavírus

Exemplos de improvisação e inovação de academias, no Brasil e no mundo, para enfrentar o período de fechamento temporário devido ao coronavírus

A pandemia do coronavírus obrigou mais da metade das academias, studios e centros esportivos ao redor do mundo a fecharem suas portas temporariamente. A informação foi publicada pela Health Club Management, no ultimo dia 2 de Abril.

No Brasil, em todas as capitais, as academias estão fechadas temporariamente. O efeito desse fechamento impacta a todos os negócios e o resultado, após esse período, vai depender muito do que cada gestor fizer durante o isolamento.

Neste post, trazemos alguns exemplos de improvisação e inovação de academias, no Brasil e no mundo, para enfrentar o coronovírus. Os exemplos foram publicados na pesquisa “The Fitness Industry’s Response to COVID-19: Insights into the Collective Improvisation, Innovation and Resilience of Global Fitness Operators”, realizada pela consultoria ClubIntel.

Siga lendo e veja o que pode ser aplicado a sua academia ou studio.

1. Apex Centre

A Apex Centre é um centro de recreação de aproximadamente 7 mil metros quadrados na cidade de McKinney, estado do Texas nos EUA. O centro existe desde 2017 e atende a 5.400 usuários. Desde que fechou as portas temporariamente, a Apex Centre colocou em prática as seguintes ações para atender seus usuários, colaboradores e o próprio negócio:

  • Enquanto fechada, a cobrança das mensalidades foram suspensas. Para usuários com planos anuais, a Apex Centre estenderá o período do contrato pelo mesmo período que ficará fechada. Quando reabrir, as mensalidades voltarão a serem cobradas e àqueles usuários que desejarem cancelar os planos, receberão o valor pago de volta.
  • Todos colaboradores, em tempo integral ou parcial, receberam duas semanas a mais de pagamento após o fechamento. Nos EUA, as leis trabalhistas são mais flexíveis, quando o colaborador trabalha por hora, o empregador paga apenas as horas trabalhadas, sem obrigação de qualquer vínculo adicional. Portanto, ao fechar as portas, a academia não tem obrigação de pagar seus colaboradores horistas. A maioria dos colaboradores em regime integral continuam trabalhando em horários reduzidos e usando período de folga acumulados.
  • A Apex iniciou um programa de aulas virtuais em grupo e uniu forças com outros centros de recreação promovendo uma corrida virtual de 5K. Outras iniciativas semelhantes estão previstas enquanto o centro estiver fechado.

2. Companhia Athletica

A Companhia Athletica (CIA) é bem conhecida no Brasil, opera 17 academias e está no mercado desde meados da década de 80. Desde 20 de março a CIA fechou todas suas unidades temporariamente. Para enfrentar a crise, a Companhia Athletica tomou as seguintes ações:

  • Concedeu férias coletivas de 30 dias para todos seus colaboradores. Após este prazo, caso a quarentena ainda esteja em curso, a CIA espera contar com o apoio do Governo Federal, dentro do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (Medida Provisória nº 936), para pagar seus colaboradores.
  • Atualmente a CIA está oferecendo 27 aulas virtuais em sistema on-demand (estilo Netflix) que cobrem desde exercícios funcionais até yoga. Adicionalmente, oferecem 25 aulas ao vivo por serviço de streaming (estilo YouTube).
  • Os planos semestrais e anuais não tiveram suas cobranças interrompidas, mas a CIA vai acrescentar aos planos dos usuários o mesmo período que ficará fechada.
  • Uma vez que suas unidades reabram, a Companhia planeja oferecer a todos colaboradores e usuários equipamentos de proteção, como máscaras, álcool 70%, entre outros.

3. John’s Island Club

O John’s Island Club é um clube recreativo fundado em 1969 na cidade de Vero Beach, na Florida. O clube possui campo de golfe, quadras de tênis, centro fitness moderno com spa, dentre outras amenidades. Aproximadamente 2.500 usuários frequentam suas instalações. Devido a quarentena, toda a infraestrutura do clube foi fechada temporariamente e as seguintes ações colocadas em prática:

  • Os colaboradores foram liberados do trabalho e estão recebendo seus salários parcialmente.
  • A equipe que cuida do centro fitness posta regularmente vídeos de exercícios através de um website exclusivo para membros do clube. Os vídeos tem aproximadamente 30 minutos e aborda variados estilos de exercícios como yoga, alongamento, core, Zumba, entre outros. Os vídeos são preparados pelos próprios profissionais do clube.
  • Planos de treino customizados estão sendo desenvolvidos pelos profissionais do clube. As instruções e dúvidas sobre os treinos são sanadas por telefone. Cada plano pode ser impresso em papel com imagens dos exercícios.
  • A equipe do clube está disponibilizando seminários, previamente gravados, sobre variados assuntos relacionados a estilo de vida, no website do clube e nas redes sociais.
  • O restaurante está preparando refeições para viagem e kits com ingredientes frescos para que os membros possam preparar sua própria refeição saudável em casa.

4. Peak Zone Fitness

O Peak Zone Fitness é um studio de treinamento personalizado com aulas individuais ou grupos pequenos, localizado em Dallas, no Texas. Na média, o studio atende 350 usuários. Sua forma de trabalho engloba desde avaliação física até acompanhamento nutricional dos usuários. Ao longo dos anos, o Peak Zone Fitness ganhou notoriedade na região sendo eleito como melhor studio de treinamento personalizado. Desde março, o studio está com suas portas fechadas para seguir as orientações de combate a pandemia de COVID-19. Como resultado, seus gestores colocaram em prática as seguintes ações:

  • Todos os usuários foram movidos para um plano de acompanhamento remoto com aulas virtuais, sete dias por semana.
  • Criação de um grupo no Facebook, exclusivo para os usuários do studio.
  • Postagem de aulas em vídeos no grupo do Facebook e no canal do studio no YouTube.
  • Criação de um desafio de 56 dias de duração no qual, diariamente, os usuários têm novos exercícios, dicas de treinamento, suporte com um profissional, receitas culinárias e plano nutricional. Ao final do período, o ganhador receberá um prêmio.
  • Acompanhamento individualizado dos usuários através de conferência virtual pela ferramenta Zoom ou por telefone. Os usuários são encorajados a marcar seus horários de acompanhamento semanalmente.
  • Implementação de um sistema de acompanhamento dos indicadores de saúde baseado em dados de medidores de frequência cardíaca e foto dos usuários.
  • Disponibilizar, através de um sistema de aluguel, equipamentos e acessórios para os usuários utilizarem em casa, enquanto o studio estiver fechado.
  • Criação de um desafio para atrair novos clientes. Potenciais clientes são apresentados ao studio através de videoconferência pelo Zoom e podem seguir um programa de 21 dias. A aposta é que, ao final da quarentena, essas pessoas virem clientes do studio.
Serious Results | Excuses or Results. Not Both.

5. Serious Results

O Serious Results é um studio de treinamento personalizado em Flower Mound, no Texas. Nos primeiros dois meses de 2020, o studio teve excelentes resultados e caminhava para os melhores números de sua história. Já em março, teve que fechar as portas e viu suas receitas caírem em 10% comparado, a Janeiro e Fevereiro. O casal, Adam and Debra Hammett, proprietários e que tocam o studio, decidiram colocar em prática as seguintes ações para continuar atendendo seus clientes e gerar novas receitas:

  • Emprestar equipamentos do studio para os usuários utilizarem nos treinos em casa. Os usuários podem ficar com os equipamentos por um mês ou mais. Os proprietários não se sentiram confortáveis em cobrar pelo empréstimo e sugeriram que os usuários fizessem doações voluntárias. Dos usuários que levaram para casa um ou mais equipamentos, 66% fizeram uma doação. Mesmo não somando um valor alto, os proprietários relataram que as doações ajudaram.
  • Promover reuniões em grupo online com os usuários através do Google Hangouts. A iniciativa visa manter o contato entre os usuários do studio e fomentar a comunidade.
  • Promoção de desafios através da página do Facebook do studio, os “corona points”. Os usuários conquistam pontos realizando pequenas atividades como: postar uma foto da sua refeição, vídeos se exercitando, compartilhando detalhes do seu treino, exibindo a evolução dos treinos ou participando das reuniões online.
  • Acompanhamento individualizado por videochamada. Os usuários podem agendar um horário para conversar com os proprietários e receber instruções do treino.
  • O pagamento das mensalidades foram suspensas para a maioria dos usuários. Alguns usuários continuam pagando devido a experiências anteriores.

Conclusão

A pandemia de COVID-19 tem impactado de maneira considerável as academias, studios e centros esportivos. Primeiramente, o fechamento temporário levou a imediata perda de receitas, devido a suspensão dos pagamentos pelos usuários. Segundo, a aquisição de novos clientes fica fortemente comprometida. Adicionalmente, no Brasil, as leis trabalhistas são um desafio a mais para os gestores, pois demitir um funcionário é custoso e burocrático.

Apesar de todas as dificuldades, vemos iniciativas de improvisação e inovação relevantes sendo colocadas em prática por gestores. Todo o esforço visa reduzir os impactos no negócio e, principalmente, continuar próximo e cuidando dos clientes.

Sabemos que, cada negócio, tem suas particularidades e as ações para enfrentar o difícil momento, devem ser definidas com base na proposta de valor da academia. Contudo, independente da proposta de valor ou porte do negócio, temos algumas ações comuns acontecendo: 

  1. Oferta de aulas e acompanhamento virtual dos clientes.
  2. Congelamento da cobrança de mensalidades enquanto as academias estiverem fechadas.
  3. Presença nas redes sociais com o objetivo de manter a comunidade unida.
  4. Redução da remuneração dos funcionários durante o período de quarentena.

Se você é gestor de uma academia ou studio personal e está buscando uma ferramenta para auxiliar no acompanhamento remoto dos clientes, solicite uma demonstração gratuita da plataforma We Care.Fitness.  Além de ajudar no acompanhamento remoto dos seus alunos, a solução é uma ferramenta completa para gestão do sucesso do cliente.

Deixe um comentário